Colocando o Meio Ambiente nos Direitos Humanos e Diligência Ambiental - CIDSE

Colocando o meio ambiente nos direitos humanos e devida diligência ambiental


Neste verão, a Comissão Europeia deve apresentar uma diretiva introduzindo os direitos humanos e a devida diligência ambiental para empresas com sede e operando na União Europeia. A CIDSE e seus aliados têm defendido essa legislação, inclusive por meio de uma convocação assinada por mais de 230 bispos em todo o mundo. Este é um primeiro passo crucial para garantir que as operações das empresas não contribuam para mais violações dos direitos humanos e para a degradação de nossa casa comum.  

Os aspectos ambientais da próxima diretiva serão cruciais para garantir que as disposições nela contidas façam a diferença na vida dos europeus e das pessoas em todo o mundo, um Acordo Verde europeu eficaz e o cumprimento das metas climáticas. Os impactos ambientais e os direitos humanos estão estreitamente interligados, mas muitas vezes a legislação se concentra apenas em uma abordagem de direitos humanos - o que significa que, quando os impactos ambientais negativos não constituem diretamente uma violação dos direitos humanos, eles podem não ser considerados como tal. No entanto, o gozo de direitos básicos como o direito à alimentação, água e uma vida saudável estão claramente vinculados ao acesso a um ambiente saudável - especialmente para as comunidades no Sul Global, cujos meios de subsistência muitas vezes dependem diretamente do acesso aos recursos naturais.  

Neste curso novo briefing, CIDSE, Amnistia Internacional, Cliente Earth, ECCJ, Fern, Forest Peoples Program, Global Witness and Anti-Slavery International estabelecem os padrões ambientais mínimos que a legislação da UE deve prever.  

Contato da CIDSE: Giuseppe Cioffo, Diretor de Regulação Corporativa (cioffo (at) cidse.org)

Foto de capa:
O rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Samarco, de propriedade da Vale e da Anglo-Australiana BHP, causou uma enchente de lama que inundou várias casas no distrito de Bento Rodrigues, Município de Mariana, Minas Gerais, Brasil em novembro de 2015.
Crédito: Rogério Alves / TV Senado.

Compartilhe esse conteúdo nas mídias sociais
Protegido por miniOrange