Elevando a voz das comunidades vulneráveis ​​- Peregrinação online pela justiça - CIDSE

Elevando a voz das comunidades vulneráveis ​​- Peregrinação online pela justiça

Como parte de seu compromisso pelos direitos à terra, que também estão intrinsecamente ligados à justiça climática e à necessidade de regulamentação corporativa para garantir a segurança alimentar e um ambiente saudável, as organizações ativas na plataforma "Nossa Terra é Nossa Vida" * estão apoiando uma peregrinação online e uma caravana na África Ocidental. 

Chamada por justiça climática e solidariedade
Desde 2020, os Bispos das Conferências Episcopais Regionais da África Ocidental (RECOWA), por meio de seu Secretariado Geral, têm sido pedindo um instrumento vinculativo regular as atividades das empresas transnacionais e fazer cumprir as leis que protejam os direitos das comunidades e das mulheres à terra. No contexto das recentes negociações sobre um tratado das Nações Unidas sobre empresas e direitos humanos, a Cimeira do Clima COP26 da ONU e a Cimeira UE-África em 2022, RECOWA, em colaboração com a CIDSE e a Rede de Fé e Justiça África-Europa (AEFJN) , lançou um Peregrinação online pela Justiça em 27 de outubro para conectar Igrejas da África Ocidental com atores não-religiosos para uma visão compartilhada da solidariedade humana em apoio ao direito das comunidades mais vulneráveis ​​e oprimidas afetadas pela impunidade corporativa e mudanças climáticas. As atividades serão concluídas no dia 9 de maio de 2022, durante a IV Assembleia Plenária dos Bispos da RECOWA.  

Assista ao emeo do evento oficial de lançamento da peregrinação RECOWA.


Peregrinação online de mãos dadas com a caravana CGLTE-OA
Além da Justice Pilgrimage online, uma caravana de comunidades da África Ocidental afetadas pela expropriação de recursos e injustiça climática está atualmente viajando por diferentes nações para lembrar a todos nós da necessidade de “unidade e fraternidade” em face da injustiça da terra e da destruição ambiental. A caravana é um evento semestral liderado por movimentos sociais organizados no âmbito da Convergência Global de Lutas por Terra, Água e Sementes da África Ocidental (CGLTE-OA). Este ano, a caravana iniciou a sua viagem na Gâmbia a 20 de novembro; está a passar pelo Senegal, Guiné-Bissau, Guiné-Conacri e convergirá para a Serra Leoa a 11 de Dezembro. Histórias pessoais e testemunhos de comunidades locais afetadas pela apropriação de recursos e exploração corporativa serão compartilhados, bem como agroecologia bem-sucedida, reflorestamento e programas de vida sustentável. Durante a caravana, atividades paralelas online serão organizadas com as Igrejas locais, bem como conferências onde as comunidades, paróquias e dioceses poderão mostrar como têm vivido Laudato Si '; eles estarão disponíveis em um dedicado página do Facebook ligada aos processos políticos e eclesiais do roteiro da peregrinação online.  

A partilha de histórias de lutas das comunidades contra a expropriação de recursos e a injustiça climática incorpora as lutas da Igreja por justiça social e ecológica. Através dessas atividades, a Igreja está convocando suas Comissões Nacional e Diocesana de Justiça e Paz e os respectivos governos na África Ocidental, para aumentar seus esforços e inovações na assistência, proteção e cuidado das pessoas contra os efeitos nocivos da grilagem e expropriação de terras.

Mais informação


Crédito da foto: RECOWA

Compartilhe esse conteúdo nas mídias sociais
Protegido por miniOrange