Evento

Tratado Vinculativo da ONU e África


detalhes do evento


Um Tratado Vinculativo das Nações Unidas sobre Corporações Transnacionais:
A sua relevância e impacto potencial para a África do Sul e o continente africano

O quê: Discussão em mesa redonda híbrida

Quando: Quarta-feira, 6 de setembro de 2023, 10h00 – 12h00

Inscrições AQUI participar

ORIGEM

Historicamente, o direito internacional dos direitos humanos governou apenas os Estados, mas a natureza cada vez mais poderosa das empresas, especialmente as empresas transnacionais, que dispõem de mais recursos e poder do que muitos Estados soberanos, deu origem a apelos para incorporar as suas operações no direito internacional dos direitos humanos. Em 2014, a África do Sul e o Equador patrocinaram conjuntamente uma resolução no Conselho de Direitos Humanos da ONU para a “elaboração de um Instrumento Internacional Legalmente Vinculativo sobre Corporações Transnacionais e Outras Empresas” para melhorar os Princípios Orientadores da ONU sobre Empresas e Direitos Humanos de 2011, um conjunto de diretrizes para lidar com violações de direitos humanos cometidas em operações comerciais.

Esta mesa redonda explorará questões relacionadas a:

  • Por que é necessário um tratado juridicamente vinculativo para responsabilizar as empresas pelas violações dos direitos humanos?
  • O que deveria ser incluído em tal tratado?
  • Qual é o possível impacto de tal tratado nos estados sul-africanos e africanos, nas empresas, na sociedade civil e nas comunidades locais?
  • Como podemos encorajar a participação dos Estados africanos no processo de negociações do tratado?


CAIXAS DE SOM:

  • Sra. M. Clements: Diretor de Programas Internacionais do Business and Human Rights Resource Center
  • Sra. L. Mabuza: Departamento de Relações Internacionais e Cooperação (DIRCO)
  • Sr. C. Coovadia: Diretor Executivo da Unidade de Negócios África do Sul
  • Prof. T. Madlingozi: Diretor do Centro de Estudos Jurídicos Aplicados (CALS), WITS University


Organizados por:



Crédito da foto da capa: CIDSE

Compartilhe esse conteúdo nas mídias sociais